Destaques de Henrique Vieira Filho

Menu

A Raposa E As Uvas: Farmacêuticos x Terapia Floral

03/09/2015 - Artigos: Arte e Terapia
A Raposa E As Uvas: Farmacêuticos x Terapia Floral
A Raposa E As Uvas: Farmacêuticos x Terapia Floral
Rate this post

Faz poucos anos, o Conselho Federal de Farmácia publicou nova resolução no Diário Oficial da União, autorizando seus membros a exercerem o que chamaram de “floralterapia“.

Ou seja, antes proibidos por seu próprio Conselho, tudo mudou via “canetada”, transformando todo Farmacêutico em Terapeuta Floral potencial.

Claro que nós, Terapeutas Holísticos, nem sequer nos importamos com “concorrência”, afinal, estamos décadas à frente nesta prática terapêutica.

Será até interessante para os colegas que possuem escolas de Terapia Floral, pois os Farmacêuticos terão que apresentar ao seu Conselho, dentre outros requisitos, ao menos 180 horas / aulas em cursos livres.

O título deste artigo se justifica pelo fato de que, em meados de 1995, o próprio Conselho de Farmácia, junto a TODOS os demais Conselhos autárquicos (com a honrosa exceção do Conselho de Enfermagem), entrou na Justiça Federal simplesmente tentando PROIBIR a existência da NOSSA Profissão, utilizando, dentre outras alegações, que as técnicas que exercemos são ineficazes e até perigosas…

Graças à vigorosa re-ação do SINTE e do CRT, suas más intenções foram derrotadas judicialmente.

E, claro, todos sabíamos que estavam “desdenhando”, pois, na verdade, o REAL desejo era monopolizar para eles as nossas modalidades terapêuticas.

Assim sendo, paira uma certa ironia no ar, que agora, queiram abraçar a Terapia Floral

Todos os Farmacêuticos sejam bem-vindos, pois ao contrário de como nos recepcionaram no passado, nós, Terapeutas Holísticos, lhes receberemos de braços abertos !

E estamos à disposição, com a experiência terapêutica acumulada de quase um século no exercício do que chamam de “floralterapia”, para auxiliar-lhes nesta transição.

Afinal, exercer TERAPIA Floral é muito mais do que escolher essências

Qualquer pessoa, com alguns minutos de dedicação (inclusive, os próprios Clientes…) consegue escolher, para si, uma composição floral. Não há segredo algum nisso…

O que justifica chamar de TERAPIA é o suporte disponibilizado pelo Profissional, a amparar o Cliente no aceitar, compreender e integrar as emoções que irão aFLORar, em ritmo mais intenso, no transcorrer do consumo das essências.

Ou seja, escolher essências não transforma ninguém em TERAPEUTA Floral…

Esta titulagem transcorre ao capacitar-se com a necessária Psicoterapia, em suas mais diversas vertentes, tais como Aconselhamento, Psicanálise, para citar as mais conhecidas…

Certamente que os Clientes não irão abrir seus corações no balcão da farmácia, pois não é ambiente que transmite a privacidade necessária.

Ou seja, terão que abrir Consultórios para que possam, no mínimo, ter a conversação básica para selecionar as essências florais para cada momento dos Clientes.

Outra grande desafio aos Farmacêuticos que adentrarem na “floralterapia” será conquistar credibilidade.

Afinal, existe um evidente conflito ético de interesses, por estarem VENDENDO os próprios produtos que recomendarem em seus atendimentos terapêuticos, colocando a si na situação de suspeição de cometerem, mesmo que inconscientemente, o que é pejorativamente chamado pela sociedade de “empurroterapia”.

Certamente que as pessoas se sentirão mais confortáveis em receber indicações de produtos de quem não os comercialize, pois estes estarão isentos da “tentação” de suprir interesses comerciais distintos do atendimento…

Em suma, ficamos felizes que, oficialmente, os Farmacêuticos concordem com o que já tínhamos certeza: a eficácia da Terapia Floral.

Em tempo: para escolherem onde cursar Terapia Floral, basta contatar nossa organização, que indicaremos, prontamente, as escolas de Terapia Holística mais próxima !

Recebam as boas vindas ao nosso ramo de Conhecimento !


Este artigo baseou-se no livro:

Capa - Livro Florais De Bach

Autor: Henrique Vieira Filho

Florais de Bach – Uma Visão Mitológia, Etimológica e Arquetípica
Autor: Henrique Vieira Filho
Editora Pensamento
Que pode ser adquirido nas melhores livrarias, além de, via postal, em www.livroteca.com.br

 

Henrique Vieira Filho - Artista Plástico e Terapeuta Holístico

Artista Plástico, Terapeuta Holístico, Escritor, Jornalista, Fotógrafo, Designer, Personal Trainer e Construtor.

Atualmente, gerencia a Galeria HVF Artes, onde desenvolve suas pinturas e fotografias em seu estúdio, localizado na região da Av Paulista e em recantos de natureza e turísticos pelo mundo.

Como Terapeuta Holístico, atende com técnicas orientais, psicanálise, essências florais, ervas, terapia corporal, relaxamento, análise de sonhos, vivências e cursos.

Summary
A Raposa E As Uvas: Farmacêuticos x Terapia Floral
Article Name
A Raposa E As Uvas: Farmacêuticos x Terapia Floral
Description
Henrique Vieira Filho escreve sobre Terapia Floral e a relação entre Farmacêuticos e Terapeutas Holísticos perante esta técnica.
Author
Publisher Name
HVF
Publisher Logo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X
X