Destaques de Henrique Vieira Filho

Ciclos Cósmicos Na Mitologia Afro-Brasileira: Semestre Da Orixá Nanã

Todas as tradições seculares desenvolveram calendários, “horóscopos”, onde ciclos se alternam ao longo do tempo, tal qual as estações do ano, onde se espera que certas características se repitam, trazendo o conforto (ou ilusão…) de que podemos prever e nos preparar para o que vier.

Sobre este aspecto, recomendo a leitura de meu artigo ““Calendários, Deuses E O Nexo Temporal”.

Na cosmovisão da mitologia afro-brasileira, o ano de 2018 esteve sob a regência do Orixá Xangô, o qual, como justiceiro, desmascarou injustiças, que foram prontamente punidas por Ogun, guerreiro que regeu o primeiro semestre de 2019. 

Outrossim, dia 26 de julho é o dia da deusa Nanã, que comandará os próximos meses deste ano.

Artwork: Orixá Nanã - Artist: Henrique Vieira Filho
Mixed technique - 23 x 31,5 inches
African Mythology - Female Archetype - Great Mother - Mother Goddess - Goddess of wisdom, death and rebirth, rain and clay. - Artist's gift to his wife, Fabiana Vieira
Deusa da sabedoria, da morte e renascimento, da chuva e do barro
Presente do Artista para sua esposa, Fabiana Vieira

Arte: Orixá Nanã – Artista: Henrique Vieira Filho 

Técnica mista (preponderância de tinta a óleo) – 80 x 60 cm

Mitologia Africana – Grande Mãe, Deusa da sabedoria, da morte e renascimento, da chuva e do barro – Presente do Artista para sua esposa, Fabiana Vieira

Nanã é uma orixá feminina muito complexa, transitando entre os Arquétipos da Grande Mãe, do Ancião Sábio e da Morte. 

Ela é quem se encarrega de reciclar a matéria por ocasião da morte: a volta ao barro, à argila da qual o ser humano foi moldado, libertando a lama das memórias da vida, para que possa ser matéria prima de novos renascimentos. Senhora das águas pluviais, defensora das tradições, independente, sábia, avessa à modernidade.

Ou seja, o que se espera para este segundo semestre, depois deste período conflituoso, é um “acolhimento materno”, com a gestação e nascimento de uma nova mentalidade, revalorizando a natureza e as coisas simples da vida.

Com a globalização, temos acesso aos “calendários” de todas as culturas, nem sempre concordantes entre si. 

Outrossim, fique aqui meus votos de que a vez de estar certo seja da tradição africana e que Nanã favoreça o renascimento de uma sociedade mais simples e matriarcal.

Leia também: 

Brumadinho e Mitologia Afro: Nanã e Ogum

Calendários, Deuses E O Nexo Temporal”.

Henrique Vieira Filho é artista plástico, escritor, jornalista e psicanalista.

Sua experiência de décadas como terapeuta, em especial, com a Psicanálise Junguiana, lhe possibilita uma familiaridade ímpar com a mitologia e as imagens oníricas, sempre presentes em suas telas.

www.henriquevieirafilho.com.br

[email protected]

+55 11 93800-1262

Summary
Orixa Nana
Article Name
Orixa Nana
Description
Henrique Vieira Filho disserta sobre a cosmovisão da mitologia afro-brasileira, o ano de 2018 esteve sob a regência do Orixá Xangô, o qual, como justiceiro, desmascarou injustiças, que foram prontamente punidas por Ogun, guerreiro que regeu o primeiro semestre de 2019. Outrossim, dia 26 de julho é o dia da deusa Nanã, que comandará os próximos meses deste ano.
Author
Publisher Name
Sociedade Das Artes
Publisher Logo
X
X