Artigos Mais Lidos

Destaques de Henrique Vieira Filho

Psicoterapia Holística

 

A Psicoterapia Holística atua dentro de uma proposta de transcendência dos limites da personalidade, conectando o Cliente consigo mesmo, trazendo à consciência aspectos de seu “eu” mais profundo, integrando-o, ainda, com seu próprio corpo, sociedade e universo.

As sessões são realizadas individualmente ou em grupo, utilizando técnicas tais como relaxamento, terapia transpessoal, terapia floral, vivências, dentre outras, como forma de introdução a estados profundos de autoconsciência e, desse modo, permitir o aflorar tanto de emoções reprimidas, lembranças traumáticas e sonhos, quanto o despertar de uma sabedoria interior e intuitiva no Cliente, capaz de orientá-lo na tomada de decisões ou, até mesmo, na resolução de questões de saúde.

Como Terapeutas, temos o compromisso com o nosso Cliente, razão pela qual devemos sempre ter em mente que os mesmo, são indivíduos únicos. Que temos conhecimentos, estudos para melhor observá-los e analisá-los, porém nenhum conhecimento em matéria, será efetivo, se não observar e analisar individualmente.

Levando em consideração, que o Cliente é o centro de estudos/atendimento, um dos maiores instrumento de trabalho, seria o próprio Terapeuta, que no processo de criação e encontro do Cliente, estaria em total transformação e aceitação do mesmo.

Tendo a ponderação de não só ouvir o Cliente, mas também, observar seus gestos e leitura corporal.

Não somos, desde cedo, familiarizados com nosso íntimo. Pelo contrário, aprendemos a projetar nossa frustração para fora, quando na verdade, deveríamos investigar a fundo toda essa gama de sentimentos e frustrações.

O que importa no final, para as mais diversas situações, é nossa cautela ao lidar com as situações adversas.

Raramente, sondamos nosso próprio íntimo a fim de procurar a causa dessa adversidade. Esta é a razão pela qual a Psicoterapia é tão importante para todos, com ela, teremos as ferramentas necessárias para o auxílio junto a nosso íntimo.

Ainda temos fragmentos de uma maneira mágica de pensar. Segundo Jung o Homem não pode viver sem a fé… Acreditando nisso, o que nossa consciência não pode aprender através dos sentidos, o homem cria em divindades.

Desde que o ser Humano existe, elevamos alguém ao estado de divindade, ou seja, endeusar ou deificar uma pessoa devido a alguma circunstância excepcional.

Muitos deles eram heróis nas Antigas civilizações do Egito, Grécia, Roma, China e até mesmo no Cristianismo. Mas levando em conta a Psicoterapia, que o heroísmo está em buscar o próprio Self, de fazer a jornada em busca da consciência plena, revelam a importância da Divindade Interior.

Nenhum de nós é mais importante que o outro, porém cada um de nós tem uma importante contribuição a oferecer. A maioria das pessoas tem medo do autoconhecimento, talvez pelo medo do desconhecido, ou o puro medo de se conhecerem. Em consultório, deverá sentir-se segura de fazer essa jornada.

Guiamos nosso Cliente a sair dos comportamentos e pensamentos negativos e creditar a devida importância a Divindade Interior, ao seu eu em absoluto.

Acompanhando o pensamento budista do Samsara, que atravessando o reino dos sofrimentos e frustrações tendo uma boa conduta nos libertaremos e atingiremos o estado de total aceitação.

A ciência emprega todos os esforços para desmistificar as derradeiras crenças do Homem. Fomos reduzidos a um bio-robô, sem alma. A imagem do Homem desprovido de alma (consciente), desenvolvida pelas ciências materialistas, destruíram a base da Cultura Humana, devemos fazer o resgate da alma, sentidos e sentimentos.

Devemos ter um olhar, exatamente, o contrário do que é feito nos dias atuais dentro da “Medicina Convencional”. Não deve ter padronização nos atendimentos, mas que cada caso seja analisado com características próprias.

Fazemos o convite de vir conosco nessa jornada do autoconhecimento, de tornar-se a sua melhor versão, redefinir  conceitos e reformular como lidar nas mais diversas situações.

Fabiana Vieira

CRT 48739

X
X