Menu

São Paulo No Divã E Nas Artes

22/01/2018 - Artigos para a Revista Terapia Holística
São Paulo No Divã E Nas Artes

Henrique Vieira Filho homenageia a Cidade de São Paulo com uma série de crônicas e telas (pintura em técnica mista).
Nesta divertida ficção, São Paulo está em sessão de terapia holística (psicanálise, acupuntura, vivências…), culminando em que a cidade pinta seu autorretrato, como parte da arteterapia.

Cidade Diva No Divã
São Paulo Em Terapia – Primeira Sessão

FC – Ficha de Cliente – De acordo com a NTSV – TH 003

Henrique Vieira Filho – Terapeuta Holístico – CRT 21001

São Paulo Antiga

São Paulo Antiga

Nome / Cliente: Cidade de São Paulo

Endereço: Latitude: -23.5489, Longitude: -46.6388 23° 32? 56? Sul, 46° 38? 20? Oeste

Nascimento: 25 de janeiro de 1554 (obs.: esta é a data oficial; a Cliente esclarece que o dia exato, nem ela lembra, mas que foi em 1520…)

Apontamentos:

Minha nova Cliente é uma charmosa e hiperativa senhora quatrocentona… Apesar de desconfiar que sua foto na ficha está desatualizada…

Nesta nossa primeira sessão, pontuou que, às vésperas de seu aniversário, considera que chegou o momento de re-investir em autoconhecimento.

Cidade:

_ Eu já passei por terapia, faz algum tempo, com um psicanalista, colega seu… Só não concordo com tudo o que ele analisou! Até me chamou de histérica!

Terapeuta:

_ Talvez ele tenha dito que sua personalidade é do tipo histérica, ou seja, que se percebe como irresistível a todos, sedutora por seu potencial, por suas oportunidades.

Cidade:

_ Acalento o sonho de tantos, mas, sei que também posso virar pesadelo. Sou uma quatrocentona cheia de charme! Quando desfilo pelo mundo, ornada com o Masp, o Teatro Municipal, a Estação da Luz, a Ponte Estaiada… Hum… Sabia que até o Tom Jobim cantou que me amava? Mas, linda mesmo, eu era quando menina!

Terapeuta:

_ Me fale sobre a sua infância…

Cidade:

_ Bons tempos, aqueles! Minha beleza não era construída, como hoje em dia… Era totalmente natural! Florestas densas, animais exóticos, rios, muito sol…

Fui revolucionária: a primeira dentre as minhas irmãs a morar no interior! Todas as demais nasceram e cresceram junto ao mar… Eu me aventurei pelas matas e me estabeleci em uma colina circundada por dois rios, o Tamanduateí e o Anhangabaú, que fechavam um delta com uma enorme área alagada: as várzeas do Carmo e do Glicério. Eu era como uma ilha! Sabia que o Padre Anchieta teve que vir de barco para me batizar?…

Terapeuta:

_ Como é a relação com suas irmãs?

Cidade:

_ Elas me criticavam muito… Diziam que eu era louca de morar no interior, com tantas praias que ainda faltavam desbravar… Minhas irmãs tinham porto, navios para o comércio, estavam fazendo fortunas e se vangloriando! Só que eu provei para elas que sou tão boa quanto! Dei duro, trabalhei sem descansar, sem dormir e me tornei esta megalópole que você conhece! Mostrei para elas todas que eu não precisava de oceano, coisa nenhuma!

Terapeuta:

_ Notei a sua pausa reflexiva… Creio que você teve o que chamamos de “insight”…

Cidade:

_ Minha autoestima estava frágil com essa questão de não ter oceano… Acabei por negligenciar e negar as minhas próprias águas! Cobri meus rios com vastas avenidas… Sabia que dois terços delas correm sobre os antigos caminhos das águas?

De tanto me infernizar com as minhas irmãs/rivais do litoral, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, a minha relação com minhas águas foi indo de pacífica, com direito a regatas no rio Tietê, para uma investida furiosa contra os rios, riachos e córregos. Quis apagar as águas até o último vestígio!

Terapeuta:

_ Respire fundo… Deixe vir as emoções… Os “insights” são assim: uma infinidade de informações em uma fração de segundo; levará algum tempo para “digerir” e elaborar tudo.

Cidade:

_ E então, meu caro terapeuta… Vai me aplicar acupuntura? Recomendar uns florais de Bach? Reflexoterapia? Arteterapia, quem sabe?…

Terapeuta:

_ Possivelmente, uma mescla destas técnicas…. Notei mesmo essa zona reflexa, aqui na região da Cracolândia necessitando de alguma atenção; uma “acupuntura”, só que SEM agulhas, pode ajudar… No mais, creio que a Arteterapia será um bom caminho para ampliar a consciência perante o “insight” de hoje e os futuros, que certamente virão…

Cidade:

_ Minha personalidade “histérica” está retomando: pintarei um autorretrato!

 

Tela concebida pela Cliente “Cidade de São Paulo”, na sequência de sua primeira consulta…

Tela Polimetropolis - Artista Henrique Vieira Filho

Título: “Polimetropolis”
Artista: Henrique Vieira Filho
Técnica: Mista
Tamanho: 120 cm x 80 cm
Ano: 2018

Título: “Polimetropolis”

Artista: Henrique Vieira Filho

Técnica: Mista

Tamanho: 120 cm x 80 cm

Ano: 2018

Summary
Henrique Vieira Filho homenageia a Cidade de São Paulo
Article Name
Henrique Vieira Filho homenageia a Cidade de São Paulo
Description
Henrique Vieira Filho homenageia a Cidade de São Paulo com uma série de crônicas e telas (pintura em técnica mista). Nesta divertida ficção, São Paulo está em sessão de terapia holística (psicanálise, acupuntura, vivências...), culminando em que a cidade pinta seu autorretrato, como parte da arteterapia.
Author
Publisher Name
HVF Artes
Publisher Logo

Artista Plástico, Terapeuta Holístico, Escritor, Jornalista, Fotógrafo, Designer, Personal Trainer e Construtor.

Atualmente, gerencia a Galeria HVF Artes, onde desenvolve suas pinturas e fotografias em seu estúdio, localizado na região da Av Paulista e em recantos de natureza e turísticos pelo mundo.

Como Terapeuta Holístico, atende com técnicas orientais, psicanálise, essências florais, ervas, terapia corporal, relaxamento, análise de sonhos, vivências e cursos.

X
X