Artigos Mais Lidos

Mãe Arte Traz Seu Sorriso De Volta Em Dois Dias

Henrique Vieira Filho aborda os bastidores das artes plásticas e da dança, os sacrifícios físicos e emocionais, os anos de estudos e treinos para que os artes cheguem até o público. Também convida para o evento no Centro de Convenções Circuito das Águas, que une exposição de pinturas sobre tela e a apresentação do espetáculo de dança “Romeu’s e Julieta’s”

Miscigenação E Diversidade

Henrique Vieira Filho destaca a importância e influência da cultura africana, da diversidade e miscigenação em seus trabalhos artísticos, em especial, no livro de fotografias “Les Brésiliens vus par les Brésiliens” (Os Brasileiros vistos pelos Brasileiros) e em suas pinturas, bem como nas artes marciais, sendo que a capoeira fez parte de sua adolescência.

A Arteterapia No Serviço Público

Nos anos 90, Henrique Vieira Filho implantou e coordenou, no serviço público de saúde de nove cidades (Novo Horizonte / SP, Espírito Santo do Turvo / SP, Onda Verde / SP, Rio Claro / SP, Paracatu / MG, Nova Era / MG, Matozinhos / MG, Água Comprida / MG e Galvão / SC), uma série de técnicas que, nos dias atuais, o Ministério da Saúde busca ofertar, por meio da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC).

Serra Negra E A Cosmologia Kayapó

Henrique Vieira Filho escreve para o Jornal O SERRANO, sua crônica ficcional: “𝐒𝐞𝐫𝐫𝐚 𝐍𝐞𝐠𝐫𝐚 𝐄 𝐀 𝐂𝐨𝐬𝐦𝐨𝐥𝐨𝐠𝐢𝐚 𝐊𝐚𝐲𝐚𝐩𝐨́”, que homenageia os 193 anos da cidade, misturando “causos”, folclore e a pintura, que esteve na Exposição “Entre Molduras”, no Mercado Cultural.

Starbucks Tem Melusina E Serra Negra, A Yara!

Henrique Vieira Filho, em colaboração com o Jornal O Serrano, apresenta sua crônica ficcional: “𝗦𝘁𝗮𝗿𝗯𝗮𝗰𝗸𝘀 𝗧𝗲𝗺 𝗠𝗲𝗹𝘂𝘀𝗶𝗻𝗮 𝗲 𝗦𝗲𝗿𝗿𝗮 𝗡𝗲𝗴𝗿𝗮, 𝗮 𝗬𝗮𝗿𝗮”, que homenageia os 193 anos da cidade, misturando café, folclore e a pintura, que está na Exposição “Entre Molduras”, no Mercado Cultural